Praças no Brasil: alguns conceitos preliminares (2)

No post anterior, vimos que a praça faz parte de um sistema de espaços livres urbanos ou seja, juntamente com cerca de uma centena de outras tipologias (que posteriormente serão descritas) dá, juntamente com os edifícios, forma à cidade e acolhe a vida pública em suas diversas manifestações.

silvio macedo: espaços públicos x espaços privados (acervo QUAPA)

 A ilustração acima apresenta diferentes tipos de composição de espaços livres a partir de sua relação com os elementos edificados. Dentro de lotes, seu uso passa a ser definido por sua forma e pela função do local; se residencial, os corredores laterais tendem a ser utilizado como circulação, cabendo às áreas frontais o uso para estacionamento ou jardins e para as áreas de fundo, usos adequados aos quintais domésticos. Ainda na mesma ilustração, o edifício em lâmina, tipico representante do movimento modernista, graças a sua implantação, viabiliza a existência de áreas ajardinadas com lugares de estar para o público.

Silvio Macedo: palacete isolado(acervo QUAPA2000)

acervo QUAPA 1999 (residencial Place des Voges SP)

Os conceitos advindos do movimento modernista influenciou e muito o desenho das cidades brasileiras no século XX especialmente após a década de 30.

Acervo QUAPA 2000 (autor desconhecido)

Brasília é um dos exemplos marcantes. A nova capital apresentava um plano diretor concebido pelo urbanista Lúcio Costa. Nele, os preceitos da cidade funcional e da carta de Atenas, materializavam-se criando espaços magníficos e inovadores para a época : eixos monumentais, grandes avenidas, super quadras, edifícios em lâminas, vida organizada a partir da separação das áreas residenciais, das de lazer e de trabalho, propondo uma cidade-jardim, na qual os edifícios se localizam em áreas verdes pouco densas em resposta ás cidades tradicionais e altamente adensadas.

O resultado pode ser visto na próxima foto aérea:

Brasília (Acervo QUAPA 2000)

Brasília (Acervo QUAPA 2000)

Por volta da década de 50 (século  XX) surgem os novos códigos urbanísticos e seus zoneamentos funcionais.  Trata-se de um instrumento urbanístico que estabelece um conjunto de normas e leis e que tem por objetivo regular o uso e a ocupação do solo urbano. É por meio dele que a cidade toma forma ao estabelecer, por exemlo, o conjutno de recuos, taxas de ocupação e coeficientes de aproveitamento de cada área da cidade. O zonemaneto tranforma-se em referência morfológica para zonas as novas áreas urbanizadas do país.

Zoneamento em São Paulo (década de 70) Silvio Macedo doutorado FAUUSP

São Paulo (Acervo QUAPASEL

São Paulo: avenida Paulista (Acervo QUAPASEL 2004)

De forma bastante genérica, mostramos que a legislação urbana, ao organizar o uso e a ocupação do solo, gera padrões morfológicos que dão forma às cidades e viabilizam a vida pública nos diversos espaços livres dela resultantes. Com isso, as praças podem ser consideradas com partes integrantes de um sistema de espaços livres públicos ou em alguns casos privados, como praças em áreas corporativas, ou centros comerciais (shoppings centres) .

Praça Vitor Civita (http://migre.me/kTO1)

Em tempo: esse post foi construído a 6 mãos: minhas, do Roberto Sakamoto e da Ana Cecília de Arruda Campos.

Fonte de referência: acervo QUAPA, QUAPASEL
Revistas Paisagem & Ambiente: ensaios (coleção QUAPASEL)
Para você aluno: vale à pena pesquisar nesses dois links pois eles contém mais de duas centenas de projetos de paisagismo distribuídos em todo o país.

http://winweb.redealuno.usp.br/quapa/
http://winweb.redealuno.usp.br/quapa/busca.asp            

Quadro do Paisagismo no Brasil: sistema de espaços livres

precisa explicar essa maravilha? (acervo QUAPASEL)

 foto flickr: http://migre.me/eJqc

Acabo de organizar o blog do QUAPA SEL, ou ainda para os neófitos, o Blog Quadro do Paisagismo no Brasil. Por se tratar de um trabalho elaborado por uma equipe de peso, liderada pelo Prof. Dr. Silvio Soares Macedo desde 1994, vinculada à FAUUSP e que conta com o apoio da FAPESP, decidi inser o texto de apresentação oficial do grupo.

Solicito aos leitores não pertencentes ao grupo de pesquisa que não estranhem a linguagem  que, apesar de corretíssima, muitas vezes não se adequa à nova mídia. Vamos nos empenhar para atender as demandas de todos os visitantes. Aceitamos críticas e sugestões. Abraços a todos!

” O Projeto Quapá-SEL tem como objeto os sistemas de espaços livres da cidade contemporânea brasileira e a constituição da esfera de vida pública e eles relacionada.

A pesquisa visa aprofundar as discussões – caras aos arquitetos paisagistas – sobre os espaços livres existentes nas cidades; verificar esses espaços como representantes de uma condição da vida cultural urbana; analisar como os poderes públicos urbanos atuam com relação a eles; construir, a partir da vinculação entre espaços livres e vida pública, um referencial interpretativo da contemporaneidade urbana brasileira.

Para tanto, intenta-se que a discussão atinja à escala nacional por intermédio da estruturação de uma rede de pesquisa, com coordenação nacional sediada em São Paulo, na FAUUSP. A participação de diversos laboratórios e grupos de pesquisa de instituições públicas e privadas de nível superior de todas as regiões do País visa à construção de um referencial teórico-conceitual e metodológico sobre o assunto, obtido pelo intercâmbio e somatória de conhecimentos oriundos da especificidade, métodos e sugestões de cada pesquisa que integra o Projeto.

Dessa forma, espera-se como resultado, a identificação de termos comparativos que, num alinhamento, permitam uma interpretação sobre a realidade nacional, pela ótica do arquiteto paisagista. ” (Relatório FAPESP 2009)

Oficinas:
Oficina Santa Maria (RS) http://migre.me/fCai
Oficina Recife http://migre.me/fwn6
Oficina Campinas
Oficina Belho Horizonte http://migre.me/fwfW
Oficina Curitiba http://migre.me/fw6k
Oficina Vitória
Oficina Belém http://migre.me/fHjE
Oficina Maceió http://migre.me/fHk0 
Oficina Sorocaba http://migre.me/fHjj 
Oficina Manaus http://migre.me/fHq7 
Oficina Maringá http://migre.me/fQhu
Oficina Campo Grande http://migre.me/fQhK
Oficina Brasília http://migre.me/g30R