O bom e velho Graffiti: essa é para o Kassab

Não resisti.
Enquanto passeava com a Nina ( a da foto no post logo abaixo), minha cadelinha hoje pela manhã, vi esse grafite estampado num bom e velho suporte urbano (nada das frescuras existentes no ar climatizado de um museu): uma parede de um equipamento da telefônica (não tenho certeza) logo na esquina da Rebouças com a Capote Valente. O tema é bastante contemporâneo e é assim que me sinto ao pagar impostos em São Paulo. Pago caro para viver aqui e ser tão maltratada: educação ruim, saúde idem, sujeira pelas ruas (levei outro dia meus alunos para uma visita técnica no centro de São Paulo e quase vomitei (desculpem a palavra mas não encontrei outra mais adequada ou elegante para expressar o que senti) com o cheiro de urina e com as fezes humanas espalhadas nos passeios públicos. Bom, acho que não preciso ir além. Sonho com o dia em que teremos homens públicos com visão/gestão da “Res Publica” profissionais. Leia-se vereadores, deputados, senadores, prefeitos, governadores e presidente!
abçs de uma cidadã envergonhada e infeliz

O bom e velho graffiti: autor desconhecido (para mim). Localizado quase na esquina da Capote Valente com a Rebouças

Street Art: arte ou transgressão? Expo FAAP – osgemeos

Meus queridos alunos,
Estou de luto. Fui à expo FAAP OSGEMEOS procurando grafite (resolvi adotar a grafia que estava lá). Não sei bem o que encontrei. Expo muito bem organizada. impecável (como sempre). Talvez eu não passe de uma saudosista, sei lá. Tenho um amigo: o Arthur Hunold Lara. É dos velhos. Começou o grafite brasileiro lá pelos idos de 80, época em que vivíamos em plena ditadura militar. Não havia o diálogo. Militares no poder, boca fechada, bordoada e gente sumindo. Perdi amigos à época. Meu primo, mais velho do que eu (Ioanis) estudava na POLI. Ele me disse que eu peguei o fim dessa história horrenda. E o significado destes desenhos todos? De certa maneira, eles representavam uma forma de expressão. O grito daqueles que não aceitavam a situação. Eram transgressores para muitos. Sua voz era política, pública e expressava-se na forma de tintas que tinham como suporte a cidade: seus muros, suas paredes. Estavam lá para expor aquela época de horror.
Com todo o respeito que tenho pelos OSGEMEOS e suas obras (gosto de algumas delas), não entendo como aquele universo urbano que nasceu tendo a cidade como suporte foi parar em paredes e portas fake. Parece uma cenografia forçada que tenta trazer para dentro de uma sala, a violência da cidade desigual e agressiva de forma branda, amena até, utilizando a linguagem tão conhecida dos artistas de forma a se adequar ao espaço de exposição. Ficou bonito em alguns momentos. Em outros, considerei cafona para meu gosto. Carros alegóricos. Lantejoulas. Bichos com pernas de gente. Mais espelhinhos. Observei as crianças alegres, entrando e saindo de suas instalações obras, brincando felizes com o ambiente montado. Tudo muito colorido, predominando o amarelo tão necessário à visualização das informações urbanas, repleto os xadrezes, florais com mais espelhinhos e dá-lhe lantejoulas brilhantes quando expostas à luz. Sei não… Parece que virou arte. Se assim for, como tal deverá ser tratada doravante. Nada contra. Há espaço para tal. Morreu a transgressão. Luto.
teacher – com a palavra, os colegas de aula
mais em: http://trilhasurbanas.ning.com/forum/topics/street-art-arte-ou

Forum de Debates: Graffiti: arte ou transgressão?

De contravenção à street art , o graffiti é o nome dado às intervenções artísticas urbanas feitas sobre paredes, em especial, espaços públicos. Sobre elas, os artistas interferem na cidade por meio de suas linguagens. Pichação, tags, stickers, etc, são algumas de suas manifestações visuais.

Graffiti: arte ou transgressão ? é o primeiro fórum de debates entre alunos (professores também, colegas de outras escolas) da disciplina de Introdução ao urbanismo do CAUFIAMFAAM. Assunto “para lá de polêmico” quase virou briga em sala de aula outro dia… rsrsrs

Este espaço acadêmico-virtual deverá receber todas as informações necessárias para esclarecer as minhas dúvidas (que são várias) e a de vocês também.
Portanto solicito que todos os comentários sejam fundamentados e ilustrados (vídeos – podem ser feitos por vocês por meio de celular mesmo, áudio (hip hop) , fotos, links com artigos de jornais, revistas, TV, etc.) para enriquecer a discussão. Helena Degreas será a mediadora. O fórum se encerra em 15.11.09.

Divirtam-se!

http://www.graffiti.org/
http://trilhasurbanas.ning.com/video/reverse-graffiti-ossario
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20091109/not_imp463243,0.php

osgemeos

This mural painting by 'Os Gemeos' can be seen in Athens at Pireos street.